domingo, 23 de dezembro de 2012


O TEMPO

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.

Quando se vê, já são seis horas! 

Quando se vê, já é sexta-feira! 


Quando se vê, já é natal ...

Quando se vê, já terminou o ano... 

Quando se vê perdemos o amor da nossa vida. 

Quando se vê passaram 50 anos! 

Agora é tarde demais para ser reprovado... 

Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio. 

Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil 
das horas... 

Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo... 

E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo. 

Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz. 

A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.



Mário Quintana




terça-feira, 10 de julho de 2012

DEZ MANDAMENTOS DO APRIMORAMENTO PESSOAL


Conselhos extraídos dos livros A Arte da Felicidade, do Dalai LamaAs Sete Leis Espirituais do Sucessode Deepak ChopraOs 100 Segredos das Pessoas de Sucesso, de David NivenFaça Amigos, de Andrew MatthewsNão Faça Tempestade em Copo d'Água, de Richard Carlson, e Seja o Treinador de Sua Vida, de Fiona Harrold.


Todas as vezes em que você diz que fará uma coisa e termina fazendo outra totalmente diferente estará enfraquecendo seu poder pessoal. Por isso, pense bem antes de anunciar uma decisão em público.

Mais que um fim, a felicidade é um processo: as pessoas felizes são aquelas que aprenderam a curtir a vida apesar da adversidade e não temem enfrentar os obstáculos.

 Cada um deve traçar sua própria trajetória rumo à redenção espiritual, com seu ritmo e suas peculiaridades. Não há idade certa para realizar os sonhos.

 Aceite a incerteza como um elemento essencial da vida. As soluções emergirão dos próprios problemas, e mesmo da desordem e do caos.

 Viver de bem com a vida é a arte de aproveitar cada momento do presente em seus detalhes mais ínfimos.

 Não confunda sucesso com fama, dinheiro e Porsches na garagem. Ele é um conceito que varia de pessoa para pessoa – e é necessário investir no autoconhecimento para saber qual é a sua fórmula do sucesso.

 Examine seus medos, exponha-os à luz da razão. Aprenda a rir deles, mas também respeite a sua intuição.

 Confiança é como um vírus útil que se espalha por todo o seu corpo. Se você o tem, irá contagiar tudo o que faz de forma positiva.

Você é aquilo que deseja ser. Basta decidir que nada pode derrotá-lo, e assim será.

 Os erros e contratempos são oportunidades de aprendizado. Nunca se esqueça disso, pois a tendência imediata é nos lastimarmos, culparmos os outros ou nos sentirmos injustiçados. Diante de algum dissabor, pare e analise. Não para acusar-se, mas para aprender.

Fonte: Veja on-line






segunda-feira, 9 de julho de 2012

OS PRINCÍPIOS HERMÉTICOS


Hermes Trimegisto, o Três Vezes Grande, era considerado pelos Egípcios o Mensageiro dos Deuses, por ter transmitido os ensinamentos a este grande povo da antiguidade e ter implantado a tradição sagrada, os rituais sagrados, e os ensinamentos das artes e ciências em suas Escolas da Sabedoria.

A medicina, a astronomia, a astrologia, a botânica, a agricultura, a geologia, as matemáticas, a música, a arquitetura, a ciência política, tudo isso era ensinado em suas Escolas e em seus livros, que segundo os gregos somavam 42. Entre eles se encontra "O Livro dos Mortos" ou também chamado "O Livro da Saída da Luz".

A Ciência Hermética é baseada em seus ensinamentos e comprova com seus preceitos, que o Grande Hermes veio transmitir para a humanidade uma Sabedoria Divina, até hoje mal compreendida apesar de amplamente comprovada.

A Filosofia Hermética se baseia nos Princípios Herméticos incluídos no livro "O Caibalion" e parece destinada a plantar uma semente de Verdade no coração dos sábios, que perpetuam e transmitem os seus ensinamentos. Em todas as civilizações sempre existiram ouvidos atentos a estes ensinamentos. Como diz o próprio Caibalion:

Em qualquer lugar que se achem os vestígios do Mestre,
Os ouvidos daqueles que estiverem preparados para receber
O seu Ensinamento, se abrirão completamente.
Quando os ouvidos do discípulo estão preparados para ouvir,
Então vêm os lábios para enchê-los de sabedoria".
 Porém o Caibalion nos ensina também que:
"Os lábios da Sabedoria estão fechados, exceto aos ouvidos do Entendimento".

O Caibalion nos foi transmitido pela Tradição Hermética e reúne os ensinamentos básicos da Lei que rege todas as coisas manifestadas.
A palavra Caibalion, na língua hebraica significa tradição ou preceito manifestado por um ente de cima. Esta palavra tem a mesma raiz da palavra Qabala, ou Qibul, ou Qibal, que significa tradição.
No antigo Egito foi estabelecida a maior das Lojas dos Místicos e pelas portas de seus Templos entraram os Neófitos que, mais tarde, como Hierofantes, Adeptos e Mestres, se espalharam por todas as partes da terra, levando consigo o precioso conhecimento que possuíam para ensiná-los àqueles que estivessem preparados para compreendê-lo.
Em nossos dias o termo ‘hermético’ significa secreto, fechado de tal maneira que nada escapa, significando que os discípulos de Hermes sempre observavam o princípio do segredo nos seus preceitos. Os antigos instrutores pediam este segredo mas nunca desejaram que os preceitos não fossem transmitidos.
Não instituíram uma religião, de forma que estes princípios pudessem ser aproveitados por todas mas não pertencessem a nenhum credo. De fato, os ‘Princípios Herméticos’ são baseados nas Leis da Natureza, e como tais pertencem somente à Ordem Divina.
‘As doutrinas sempre foram transmitidas de ‘Mestre à Discípulo’, de Iniciado à Hierofante, dos lábios aos ouvidos. Ainda que esteja escrita em toda parte, foi propositalmente velada com termos de alquimia e astrologia, de modo que só os que possuem a chave podem-na ler bem.’ (O Caibálion).

Os Sete Princípios em que se baseia a Filosofia Hermética são os seguintes:

I – O princípio de Mentalismo
II – O princípio de Correspondência
III – O princípio de Vibração
IV – O princípio de Polaridade
V – O princípio de Ritmo
VI – O princípio de Causa e Efeito
VII – O princípio de Gênero

O primeiro Princípio é o Principio do Mentalismo


"O TODO é MENTE; o Universo é Mental"

Tudo e todos que existem de visível ou oculto funcionam porque fazem parte de um todo. Tudo faz parte da criação de uma mente onipresente, tudo faz parte de um poder total.
Este é sem dúvida o mais importante de todos os princípios já que nele estão contidos todos os outros. O TODO (ou seja a realidade que se oculta em todas as manifestações de nosso universo material) é Espírito, é Incognoscível e Indefinível em si mesmo, mas pode ser considerado como uma Mente Vivente Infinita Universal.
"Compreendendo a verdade da Natureza Mental do nosso Universo o discípulo estará bem avançado no Caminho do Domínio", escreveu um velho mestre do Hermetismo. Estas palavras continuam atuais e verdadeiras e são a chave para a nossa compreensão das regras e Leis que regem nosso Universo material.
Observaremos que, se o Universo é Mental e nós existimos na Mente do Todo, como tais, nós somos seres mentais e criamos com a nossa mente, à imagem e semelhança do Todo, conforme explica o Segundo Princípio.

O segundo Princípio Hermético é o Princípio da Correspondência'

"O que está em cima é como o que está embaixo, e o que está embaixo é como o que está em cima".

Assim como é em cima, é embaixo. Como é embaixo, assim é em cima. A característica de um corresponde, de certa forma, com a característica de outro, ou vice-versa. 

A compreensão deste princípio nos ajuda a explicar todos os fenômenos da natureza e compreender a própria existência da vida. Os segredos da Natureza se tornam claros aos olhos do estudante que compreender este princípio chave, aplicado à manifestação universal e que explica os diversos planos do universo material, mental e espiritual.
Este é um dos mais importantes princípios e é aplicado na Astrologia e na Alquimia, verdadeiras Ciências de Iniciados, a primeira praticamente desprezada e a segunda quase esquecida. O Princípio da Correspondência habilita o homem inteligente a raciocinar do Conhecido ao Desconhecido ou vice-versa. "Estudando a Mônada, ele chega a conhecer o Arcanjo", diz o Caibalion.

O terceiro Princípio é o Princípio da Vibração
"Nada está parado, tudo se move, tudo vibra"

Nada nesse mundo esta em repouso, tudo esta em constante movimento. Tudo tem a sua infinita vibração, embora algumas coisas pareçam estar em repouso, na verdade estão dentro de um Universo que não para de vibrar.

Este princípio nos explica que tudo, em nosso Universo, está em constante movimento, isto é, em constante evolução. Este princípio é facilmente compreensível pois a ciência moderna já o confirmou através de suas observações e descobertas.
Ele explica que as diferenças entre as diversas manifestações de Matéria, Energia, Mente e Espírito, resultam das ordens variáveis de Vibração. "Desde O TODO, que é puro Espírito, até a forma mais grosseira de Matéria, tudo está em vibração. Quanto mais elevada for a vibração, tanto mais elevada será a posição na escala". (O Caibalion).
Nas extremidades inferiores da escala estão as vibrações mais grosseiras da matéria, que parecem estar paradas. Ao elevarmos nosso espírito, nos campos de vibração mais sutis, entramos em sintonia com O TODO e com a Mente Superior, recebendo assim os benefícios dela emanados. Só os Mestres conseguem aplicar corretamente este Princípio de Vibração, conquistando assim os fenômenos da natureza. "Aquele que compreende o princípio de Vibração alcançou o Cetro do Poder", disse um antigo Mestre.


O quarto Princípio é o Princípio de Polaridade


"Tudo é Duplo; tudo tem pólos; tudo tem o seu oposto; o igual e o desigual são a mesma coisa; os opostos são idênticos em natureza mas diferentes em grau; os extremos se tocam; todas as verdades são meias-verdades; todos os paradoxos podem ser reconciliados"
Tudo tem o seu pólo oposto para o perfeito equilíbrio e funcionamento contínuo do ciclo do universo. Somente os lados opostos uns aos outros conseguem se unir, transformando-se em uma parte do conjunto do universo.
Este Princípio é bastante simples e ao mesmo tempo complexo, e contém o axioma hermético dos opostos, ou seja dos pólos que regem toda a vida manifestada tal como nós a conhecemos. O princípio de Polaridade explica, por exemplo, que Luz e Obscuridade são a mesma coisa, manifestada em variações e graus diferentes.
Explica também que o Amor e o Ódio são dois estados mentais em aparência totalmente diferentes mas em realidade iguais pois exprimem somente o mesmo sentimento em graus diferentes. E o melhor de tudo isto é que, no caso da mente, podemos modificar as coisas se dominarmos a nossa própria mente, mudando a sua vibração, através da Arte da Transmutação Mental.
Com o profundo conhecimento deste princípio o estudante poderá modificar a sua própria Polaridade, assim como a dos outros, transformando Ódio em Amor, Raiva em Perdão, Tristeza em Alegria.


O quinto Princípio Hermético é o Princípio de Ritmo

"Tudo tem fluxo e refluxo; tudo tem suas marés; tudo sobe e desce; tudo se manifesta por oscilações compensadas; a medida do movimento à direita é a medida do movimento à esquerda; o ritmo é a compensação"

As coisas estão sempre em constante movimento e esta lei explica o ritmo desses movimentos. É através da seqüência circula repetida de um mesmo movimento o caminho que se compõem o resultado da transformação.

Ao analisarmos este princípio temos que compreender que o Universo da forma como nós o conhecemos é influenciado por este constante fluxo e refluxo, por este movimento de atração e repulsão, que o torna tão complexo e ao mesmo tempo tão perfeito. Esta lei se manifesta em todas as coisas materiais e também nos estados mentais do Homem.
Os Hermetistas compreendem este Princípio, reconhecendo a sua aplicação universal e com os profundos estudos e com o domínio da mente, conseguem dominar os seus efeitos aplicando a Lei mental de Neutralização. Porém, o simples observar desta Lei em aplicação na Natureza nos ajuda a melhor enfrentar as vicissitudes da vida, acompanhando o seu fluxo e refluxo e tentando neutralizar a Oscilação Rítmica pendular que tenta nos arrastar para um ou para outro pólo.

O sexto Princípio Hermético é o Princípio de Causa e Efeito

"Toda a Causa tem seu Efeito, todo o Efeito tem sua Causa; tudo acontece de acordo com a Lei; o Acaso é simplesmente um nome dado a uma Lei não reconhecida; há muitos planos de causalidade, porém nada escapa à Lei"

Nada no mundo acontece por acaso, tudo tem sua causa, e essa causa é o efeito de outra causa, e assim por diante, é uma cadeia circular infinita de causas e conseqüências.

Neste princípio existe a verdade de que há uma Causa para todo o Efeito e um Efeito para toda a Causa. E O Caibalion nos ensina também que nada acontece sem uma razão, mesmo se nós a desconhecemos, pois tudo é dominado pela Lei. Para nos elevarmos acima da Lei de Causa e Efeito é necessário muito estudo, muita meditação e a compreensão profunda de todos os Princípios Herméticos que fazem do Iniciado um Verdadeiro Mago.
As massas do povo são levadas para frente, seguindo os desejos e vontades dos outros, do coletivo onde as causas exteriores se tornam mais importantes do que a vontade própria. O verdadeiro Iniciado deve elevar-se acima da massa, exercitando a sua Vontade para poder exercer o seu Livre Arbítrio. Para escaparmos desta Lei, que nos ata às sucessivas re-encarnações, devemos antes de mais nada controlar nossa mente e nossos atos para superarmos a casualidade.

O sétimo Princípio é o Princípio do Gênero

"O Gênero está em tudo; tudo tem o seu princípio masculino e o seu princípio feminino; o gênero se manifesta em todos os planos"

Tudo e todos têm seu lado feminino e masculino. É assim que o Universo é formado. Masculino possui Feminino e vice-versa. O termo chinês yin-yang considera essa idéia a base para o equilíbrio, tanto em sua característica criativa como objetiva. O nosso anima (poder feminino) e o animus (poder masculino) devem estar sempre em harmonia.

Estudando este princípio, que nos lembra o princípio de Polaridade, percebemos que o gênero é manifestado em tudo e que o princípio feminino e masculino estão sempre presentes, seja no plano físico que no plano mental e espiritual. No plano físico este Princípio se manifesta como sexo, e nos planos superiores ele tem outras formas de manifestação, mas se mantém igual.
Assim, podemos dizer que todas as coisas manifestadas no gênero masculino possuem também um gênero feminino, e todas as coisas do gênero feminino contém também um gênero masculino. Compreendemos assim que não necessitamos da busca do outro princípio pois tudo está imanente em nós, manifestado na forma do gênero. A compreensão deste princípio nos leva à plenitude e à realização interior.

CONCLUSÃO

Estes Princípios Herméticos, são aplicados pelo Astrólogo, pelo Tarólogo, pelo Homeopata, pelo Terapeuta Floral, pelo Grafólogo, enfim, por todos aqueles que sabem que o Homem faz parte do TODO e como tal não pode estar se não intimamente ligado a este, através de suas Leis Universais.

Ao olharmos o Homem como um Todo harmônico, podemos compreender as razões que o levam à desarmonia, que se manifesta através das doenças físicas ou mentais, dos acidentes e infortúnios, e tentar ‘curá-lo’ proporcionando-lhe assim a chance de um crescimento no âmbito espiritual.

Sem estes Princípios, as ciências chamadas "alternativas" seriam meros exercícios de ‘curandeirismo’. No entanto, sob os Princípios das Leis Herméticas, tudo se torna claro e transparente às mentes mais esclarecidas.






sábado, 11 de fevereiro de 2012

LEONARDO DA VINCI

"Se um só ponto situado em um círculo pode ser origem de infinitas linhas, e se o limite das infinitas linhas que divergem de tal ponto constitui infinitos pontos que, somados, voltam a ser um, concluiremos que a parte é igual ao todo."







domingo, 18 de dezembro de 2011

A EVOLUÇÃO ANÍMICA

GABRIEL DELLANE


"Quer sob o ponto de vista do instinto, quer sob o da inteligência ou o do sentimento, não existe outra diferença senão de grau entre a alma dos animais e a do homem. O mesmo princípio imortal anima a todas as criaturas vivas. De começo,  manifesta-se de modo elementar, nas ínfimas gradações da existência; pouco a pouco se vai aperfeiçoando na sua grande evolução, desenvolve as qualidades que tinha em gérmen e as manifesta de forma mais ou menos análoga à nossa à medida que se aproxima da humanidade.


Não podemos conceber porque havia de criar Deus seres sensíveis ao sofrimento, sem lhes outorgar, ao mesmo tempo, a faculdade de se beneficiarem com os esforços que fazem por progredir.

Se o princípio inteligente que os anima estivesse condenado a ocupar eternamente a mesma posição inferior, Deus não seria justo, favorecendo o homem às expensas de outras criaturas.

Diz-nos, porém, a razão, que não é possível que tal se suceda, e a observação demonstra que há identidade substancial entre a alma dos brutos e a nossa, que tudo se harmoniza e encadeia estreitamento no universo, desde o átomo ínfimo ao sol gigantesco perdido na noite do espaço; desde a monera até o espírito superior que paira nas regiões serenas da erraticidade. 

Se supusermos que a alma se individualiza lentamente por uma elaboração das formas inferiores da natureza até chegar gradativamente à humanidade, quem não se assombrará com a maravilhosa grandeza de semelhante ascensão?

Através de milhares de formas inferiores, nos labirintos de uma ascensão não interrompida; mediante modalidades raras e sob a pressão dos instintos e a sevícia de formas inverossímeis, a cega psique se dirige para a luz, para a consciência esclarecida, para a liberdade.

Os inúmeros avatares, em milhões de organismos diferentes devem dotar a alma de todas as forças que lhe hão de servir mais tarde;  têm por objeto desenvolver o envoltório fluídico, fixar nele as leis cada vez mais complicadas que regem as formas vivas, e criar-lhes um tesouro por meio do qual chegará, com o tempo, a manipular a matéria de modo inconsciente, para que o espírito possa  prosseguir sem o óbice dos liames terrenos."





quinta-feira, 24 de novembro de 2011

HOMENAGEM AOS AMIGOS DE ATLANTA - EUA

Como sempre recebo visitas dos amigos de Atlanta nos Estados Unidos, resolvi fazer uma pequena homenagem contando um pouco da história da cidade e seus belíssimos lugares que servem de cartão postal.

Um ótimo lugar para se visitar e segundo contam o povo é bem hospitaleiro.

Então vamos nessa ...

Atlanta foi fundada em 1837 denominada Terminus (devido ao término da ferrovia que foi construída que ligaria o estado ao meio oeste), depois Marthasville (em homenagem à filha do Governador) e em 1845 Atlanta (onde há controvérsias sobre a escolha do nome, segundo alguns devido às ligações ferroviárias e segundo outros à ligações místicas).

Possui um clima subtropical úmido onde a neve não é freqüente, mas cai todos os anos principalmente em Janeiro e Fevereiro considerados os meses mais frios.

Em 2007 Atlanta atraiu segundo estimativa da Forbes mais de 37 milhões de visitantes para a cidade.


A cidade possui o aeroporto considerado o mais movimentado do mundo em número de passageiros, o Aeroporto Internacional Hartsfield-Jackson Atlanta, localizados nos arredores da cidade.


Atlanta possui:

· 130 centros varejistas
· 951 Shopping Centers; seria preciso que uma pessoa visitasse três por dia para conseguir ver todos em um ano
· 57 campos de golfe públicos
· 54 parques públicos
· 100 ruas com o nome Peachtree (pessegueiro)
· maior área para chamadas gratuitas no mundo (18.129 km2)
· maior área de subúrbio nos Estados Unidos para a abertura de escritórios, centro perimetral (325.161 m2 de espaço para escritórios e comércio varejista em uma área de 1,6 km2)
· maior estádio suportado por cabos e com abóbada da América do Norte, o Georgia Dome
· 14º maior centro comercial do país – The Mall of Georgia
· a maior escultura em baixo relevo do mundo e o maior granito do mundo em exposição no Stone Mountain Park
· maior concentração regional de órgãos governamentais fora de Washington, D.C.
· maior corrida de 10 km do mundo, a Corrida Anual de Peachtree Road com 55.000 corredores
· mais antiga companhia de balé com atuação contínua no país, a Atlanta Ballet (desde 1929)
· mais extensa escada rolante do sudeste dos Estados Unidos, na estação Peachtree Center do MARTA, com 58,5 metros
· maior escada rolante sem suporte do sudeste dos Estados Unidos, no CNN Center, com uma altura equivalente a 8 andares
· o hotel mais alto da América do Norte, o Westin Peachtree Plaza, com 73 andares e 220 metros de altura
· maior prédio do sudeste dos Estados Unidos, o Bank of America Plaza, com 55 andares e 311 metros de altura
· torre de controle de tráfego aéreo mais alta da América do Norte e segunda mais alta do mundo, localizada no Aeroporto Internacional de Atlanta Hartsfield-Jackson; 122 metros de altura
· o segundo maior órgão em um teatro do país, no Fox Theatre
· mais espaço per capita para shopping centers que qualquer outra cidade americana, exceto Chicago

                   http://www.atlanta.net/pressroom/pressReleases/Fact%20Sheet-Portuguese.pdf


PRINCIPAIS PONTOS TURÍSTICOS DE ATLANTA





JARDIM BOTÂNICO





ATLANTA  CYCLORAMA






ATLANTA HISTORY CENTER





ATLANTA MOTOR SPEEDWAY




CENTENNIAL OLYMPIC PARK




CENTER FOR PUPPETRY ARTS




FERNBANK MUSEUM OF NATURAL HISTORY




GEORGIA AQUARIUM





HIGH MUSEUM OF ART




IMAGINE IT! CHILDREN'S MUSEUM OF ATLANTA





STONE MOUNTAIN PARK 




SIX FLAGS WHITE WATER




THE WORLD OF COCA COLA



SENDO ASSIM GRATA PELAS VISITAS AO MEU BLOG AMIGOS DE ATLANTA !










domingo, 20 de novembro de 2011

CECÍLIA MEIRELES

Não vou deixar a porta entre aberta.
Vou escancará-la ou fechá-la de uma vez.
Porque pelos vãos, brechas e fendas
passam semi ventos, meias verdades 
e muito insensatez.


CECÍLIA MEIRELLES


CANÇÃO DE OUTONO

Perdoa-me, folha seca,
não posso cuidar de ti.
Vim para amar neste mundo
e até do amor me perdi.




De que serviu tecer flores
pelas  areia do chão,
se havia gente dormindo
sobre o próprio coração?




E não pude levantá-la!
Choro pelo que não fiz.
E pela minha fraqueza
é que sou triste e infeliz.
Perdoa-me folha seca!
Meus olhos sem força estão
velando e rogando àqueles
que não se levantarão.




Tu és a folha de outono
voante pelo jardim.
Deixo-te a minha saudade
a melhor parte de mim.
Certa de que tudo é vão.
Que tudo é menos que o vento,
menos as folhas do chão.


 


Cecília Meirelles

sábado, 19 de novembro de 2011

AUGUSTO CURY - O VENDEDOR DE SONHOS

Certa vez houve uma inundação numa imensa floresta.
O choro das nuvens que deveriam promover a vida dessa vez anunciou a morte.
Os grandes animais bateram em retirada fugindo do afogamento, deixando até os filhos para trás.
Devastavam tudo o que estava à frente.
Os animais menores seguiam os seus rastros.
De repente uma pequena andorinha, toda ensopada, apareceu na contramão procurando a quem salvar.
 As hienas viram a atitude da andorinha e ficaram admiradíssimas. 
Disseram: “Você é louca, o que poderá fazer com um corpo tão frágil?”
Os abutres bradaram: “Utópica! Veja se enxerga a sua pequenez!” 
Por onde a frágil andorinha passava, era ridicularizada.
Mas, atenta, procurava alguém que pudesse resgatar.
Suas asas batiam fatigadas, quando viu um filhote de beija-flor debatendo-se na água, quase se entregando.
Apesar de nunca ter aprendido a mergulhar, ela se atirou na água e com muito esforço pegou o diminuto pássaro pela asa esquerda.
E bateu em retirada levando o filhote no bico.
Ao retornar, encontrou outras hienas, que não tardaram muito a declarar: “Maluca! Está querendo ser heroína!”
Mas não parou; muito fatigada, só descansou após deixar o pequeno beija-flor em local seguro.
Horas depois encontrou as hienas embaixo de uma sombra, fitando-as nos olhos, deu a sua resposta:

“Só me sinto digna de minhas asas se eu as utilizar para fazer os outros voarem.”


MATHER LUTHER KING

Quando os nossos dias se tornarem obscurecidos por nuvens negras e baixas, quando as nossas noites forem mais negras do que mil noites.
Lembremo-nos, que no universo há um grande e benigno poder, que é capaz de abrir caminho onde não há caminho, e de transformar o ontem sombrio num luminoso amanhã.



FOTO DE ACERVO PARTICULAR

O QUE VOCÊ TEM DOADO?

Cada um recebe de acordo com o que dá.
Se você der ódios e indiferença, há de
recebe-los de volta.
Mas se der atenção e carinho, há
de ver-se cercado de afeto e amor.
Ninguém se aproxima do espinheiro,
por causa dos espinhos, nem do lodo,
porque suja.
Mas todos apreciam permanecer perto das
flores, que espalham beleza e perfume.
Cada um recebe de acordo com o que dá.

C. torres Pastorino


FOTO DE ACERVO PARTICULAR

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

CÉU DE VIDEIRA - SANTA CATARINA

Esse é o céu de Videira uma pitoresca cidadezinha de Santa Catarina que gentilmente me acolheu por tempo indeterminado como moradora  em uma tarde dessas quente com uma brisa morna onde você olha literalmente para um céu igual a este aqui da foto e vê inúmeras possibilidades de fazer uma viagem por entre as nuvens.





A priori quem olha imagina que está se formando um temporal, não é assim?
Mas como tudo na vida e isso é bem certo, muitas vezes nos enganamos. Pensamos algo que não traduz a realidade.
Um dia escutei isso ao telefone, ouvindo a pessoa me dizer que havia se enganado comigo ... que algumas das coisas que me dissera faziam parte de um engano ... como se realmente eu servisse de modelo pra alguém sendo mortal como sou e cheia de falhas, defeitos e virtudes como todos.

Mas do nada as coisas mudam de figura, como a próxima foto que vem a seguir.
Acima um suposto prenúncio de tempestade ... abaixo ... como tudo na vida ... passa ... no instante seguinte o céu se transforma.




A cada vez que olhamos seja lá para o que for, nunca será igual, sempre haverá o toque diferente do dia seguinte, porque tudo está em processo constante de transformação.

Que meus olhos ao verem algo enxerguem a realidade do que me é mostrado porque se eu procurar verdade em tudo que estiver ao meu redor, irei me frustar com certeza, porque verdades cada um carrega a sua.

E que tal esse céu aqui ? Será que ele está em chamas ? Ou apenas um entardecer maravilhoso ... um verdadeiro espetáculo digno de aplausos !



Então meu caro visitante, seja lá de onde você for, fica a teu critério definir sob que prisma você prefere enxergar as coisas e as situações ao teu redor.

Eu diria à você que nada substitui a calma de avaliar tudo, mas tudo mesmo, por menor que seja antes de tomar qualquer decisão na vida !


Porque uma vez a decisão tomada não há como voltar atrás !!!

Grata pela visita !!!


RUTH

FOTOS DE ACERVO PARTICULAR



LUIS FERNANDO VERÍSSIMO

Para se roubar um coração, é preciso que seja com muita habilidade, tem que ser vagarosamente, disfarçadamente, não se chega com ímpeto, não se alcança o coração de alguém com pressa. 
Tem que se aproximar com meias palavras, suavemente, apoderar-se dele aos poucos, com cuidado. 
Não se pode deixar que percebam que ele será roubado, na verdade, teremos que furtá-lo, docemente. 
Conquistar um coração de verdade dá trabalho, requer paciência, é como se fosse tecer uma colcha de retalhos, aplicar uma renda em um vestido, tratar de um jardim, cuidar de uma criança. 
É necessário que seja com destreza, com vontade, com encanto, carinho e sinceridade. 
Para se conquistar um coração definitivamente tem que ter garra e esperteza, mas não falo dessa esperteza que todos conhecem, falo da esperteza de sentimentos, daquela que existe guardada na alma em todos os momentos. 
Quando se deseja realmente conquistar um coração, é preciso que antes já tenhamos conseguido conquistar o nosso, é preciso que ele já tenha sido explorado nos mínimos detalhes,  que já se tenha conseguido conhecer cada cantinho, entender cada espaço preenchido e aceitar cada espaço vago. 
... e então, quando finalmente esse coração for conquistado, quando tivermos nos apoderado dele, vai existir uma parte de alguém que seguirá conosco. 
Uma metade de alguém que será guiada por nós  e o nosso coração passará a bater por conta desse outro coração. 
Eles sofrerão altos e baixos sim, mas com certeza haverá instantes, milhares de instantes de alegria. 
Baterá descompassado muitas vezes e sabe por que? 
Faltará a metade dele que ainda não está junto de nós. 
Até que um dia, cansado de estar dividido ao meio, esse coração chamará a sua outra parte e alguém por vontade própria, sem que precisemos roubá-la ou furtá-la nos entregará a metade que faltava. 
... e é assim que se rouba um coração, fácil não? 
Pois é, nós só precisaremos roubar uma metade, a outra virá na nossa mão e ficará detectado um roubo então! 
E é só por isso que encontramos tantas pessoas pela vida a fora que dizem que nunca mais conseguiram amar alguém... é simples...  é porque elas não possuem mais coração, eles foram roubados, arrancados do seu peito, e somente com um grande amor ela terá um novo coração, afinal de contas, corações são para serem divididos, e com certeza esse grande amor repartirá o dele com você.